Saúde

Sabia que você precisa usar protetor solar em dias nublados?

Se você já olhou para o céu nublado e decidiu não aplicar protetor na sua pele (que, sejamos sinceros, a maioria de nós já fizemos isso), há algo muito importante que você precisa saber: usar protetor solar durante dias nublados é tão importante quanto fazer o seu uso em dias ensolarados. Vejamos o porquê!

As nuvens nos protegem do sol?

As nuvens nos dão uma falsa sensação de segurança e nos levam a subestimar a quantidade de radiação do solar que estamos tomando. As vezes ficamos bastante tempo ao ar livre achando que o dia nublado não está emitindo radiação, porém é importante lembrar que a exposição excessiva ao sol, mesmo que ele não está por trás das nuvens, pode resultar em um bronzeamento da pele, que é um sinal evidente de dano solar e/ou queimação.

Dia nublado e chuvoso

As pessoas relacionam queimaduras solares e danos causados ​​pelo sol ao calor e à luz do sol, mas não podemos nos esquecer que a radiação UV é invisível. Mesmo não vendo os raios UV sob a forma de luz ou sentindo-os na forma de calor, é importante saber que a qualquer hora do dia, principalmente entre às 10h e às 15h00, os raios UV estão lá ali.

E mesmo se estiver nublado ou chuvoso, os raios UV podem atravessar as nuvens, assim como entrar por janelas e portas, porque tecnicamente não se trata de uma luz, mas sim uma forma de radiação.

Raios UVA e UVB

Os raios UVA e UVB – que são diferenciados por seus comprimentos de onda – podem causar envelhecimento da pele ou, na pior das hipóteses, câncer de pele, e são totalmente capazes de penetrar nas nuvens de uma tarde nublada. Aliás, os mesmos princípios também se aplicam durante o inverno, e é por isso que, mesmo quando o tempo está fechado na praia, por exemplo, causando até mesmo frio, é importantíssimo usar protetor, pois a insolação pode trazer muitos problemas, mas em especial: queimaduras.

Raios UVA e UVB

Por outro lado, não podemos negar que as nuvens forneçam uma certa proteção solar, mas não é bom arriscar mesmo assim. Segundo um estudo, o céu limpo permite que 100% dos raios UV cheguem até você, nuvens espalhadas permitem 89%, nuvens quebradas permitem 73% e o tão comentado céu nublado permite que até 31% dos raios UV entrem em contato com sua pele, portanto independente das condições climáticas a sua pele nunca estará devidamente protegida.

Como se proteger dos raios solares?

Para se proteger adequadamente, é importante que você compre e aplique, antes de sair de casa, um filtro de ampla proteção, isto é, com pelo menos FPS 15 em dias nublados.

Mas não se esqueça que tão importante quanto se proteger antes de sair de casa, no entanto, é continuar reaplicando o filtro regularmente ao longo do dia, principalmente em dias de muito sol.

Por fim, saiba que a exposição à radiação UV sem proteção é um fator de risco altíssimo para o surgimento do câncer de pele, e a exposição somada ao longo dos dias, semanas, meses e anos de nossas vidas pode ser extremamente prejudicial. Portanto faça o que puder e quando puder para minimizar a sua exposição aos raios UV ao longo da sua vida.

O que você achou dessa matéria?